Conecte-se conosco




Polêmica

Pastora que vendia milagres na Internet explica que foi vitima de um golpe

Publicado

em

Pastora vende orações

A Pastora Patrícia da Igreja A Benção é Hoje e não Amanhã, gravou um vídeo para explicar graves acusações contra ela. Em um áudio uma mulher que se passava por ela vendia orações e milagres pela Internet. A voz muito parecida e imagem usada no perfil eram dela, mas ela alega ter sido um vítima, pois, isso não passaria de um golpe, de pessoas criminosas.

+ Pastora cobra R$ 1.500 por uma hora de oração ungida e milagre realizado

Atualmente, os golpes na Internet estão ficando cada vez mais elaborados, e pessoas menos antenadas podem se tornar vítimas. Abusando da fé das pessoas e da imagem da religiosa, os golpistas, segundo ela, estavam cobrando por milagres e orações.

No vídeo que a religiosa, que é do Paraná gravou, explica a verdade sobre os fatos. Ela esclarece que é líder de uma Igreja a mais de 10 anos, pois vem de família de pastores, também. Sua família, assim como ela, tem trabalhos sociais em sua Igreja, onde atendem dependentes químicos.

Na Igreja ela também atende crianças em contra turno, em especial aquelas que se encontram em situação de risco. De acordo com ela, pessoas próximas à sua família poderiam atestar a veracidade de suas palavras. E, que acima de tudo, ela e a sua família, nunca cobraram nenhum serviço de oração ou de assistência social.

Ela expõe que apresenta um programa de TV chamado O Poder da Fé, e que em 9 anos que este está no ar, nunca pediram sequer uma contribuição. Ela ainda disse que ora pelas pessoas que acreditam em falsos profetas. E, que acreditam que podem comprar as revelações e bênçãos.

Continuando o vídeo divulgado na Internet, a pastora Patrícia disse não acreditar que haja pessoas dispostas a pagar por um milagre. Sendo assim, fica o alerta de que os golpes estão procurando vitimas entre os religiosos. Ou seja, os criminosos não estão respeitando nem mais a fé da população. 



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Missionário crítica esposa de David Miranda Neto por usar batom: "ela é de satanás"

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

Igreja Universal acusada de satanismo e mandar prender pastor após denunciá-la

Publicado

em

Igreja racusada de satanismo

A Igreja Universal, que foi criada no Brasil pelo Bispo Edir Macedo, mas com sede em outros países, vem sendo alvo de investigações após o surgimento de polêmicas e mortes.

+ Pastor Jabes de Alencar esquece Bíblia e passa zombar de Cabo Daciolo

Os casos que a Igreja Universal estaria envolvida, seria morte de pessoas, abuso de funcionários, satanismo e outras polemicas, o que gerou investigação das autoridades locais de cada países. Segundo a reportagem do Uol

Um deles foi uma revolta popular que resultou na depredação de vários templos da Igreja Universal do Reino de Deus em São Tomé e Príncipe. A manifestação começou após um pastor ser preso na Costa do Marfim por ter enviado mensagens que teriam exposto trabalho escravo por parte da igreja.

Outro acontecimento envolvendo a Igreja Universal está ligado a Satanismo na Zambia, onde em 2005, a Iurd foi alvo de uma série de protestos no país, sendo acusada de "praticar satanismo".

Na ocasião, o governo do país chegou a banir a instituição e requisitar a extradição de dois pastores brasileiros, mas foram soltos e a igreja manteve a rotina evangélica no país.

Além disso, outro assunto que causou polêmica e foi um dos mais comentados envolvendo a Igreja Universal é uma denúncia feita pela rede portuguesa TVI.

Em 2017, a emissora revelou que a Iurd mantinha um "lar ilegal de crianças" nos anos 1990 de onde desapareceram menores de idade que teriam sido roubados de suas mães e pais. Nas denúncias, as crianças eram entregues por famílias com dificuldades financeiras e enviadas para outros países, sendo classificado como tráfico de crianças.

Já em Angola, em 2013, a Iurd teve suas atividades suspensas por 60 dias por conta de um acidente no estádio da Cidadela Desportiva, em Luanda, capital daquele país, e que resultou na morte de 16 pessoas.

As autoridades alegaram que o excesso de pessoas, conforme noticiado pela agência estatal de notícias angolana Angop (Angola Press), foi resultado de "propaganda enganosa" da Iurd.

Aqui no Brasil também acompanhamos diversos casos de fraudes e problemas envolvendo a Igreja Universal do Reino de Deus, como testemunhos falsos, aquisição de dízimos de forma ilegal e outras polêmicas.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo

POLPULARES