Pastor

Pastor critica valores de evangélicos e da sociedade no Facebook

Devido à mudanças significativas na sociedade, o pastor Manoel Brito colocou uma publicação no Facebook, fazendo algumas críticas. Para ele, os evangélicos estão mudando os seus valores de maneira avassaladora.

+ Cantora Ludmila Ferber recebe oração de cura durante Prêmio Melhores do Ano Gospel

Em um storie no Facebook, o Manoel Brito publicou diversas imagens de um encontro de evangélicos. Ele falou também, sobre os valores invertidos, não apenas dos cristãos, mas, de toda a sociedade.

Não é difícil de compreender as palavras do religioso na publicação. Pois, para ele, o sucesso dos Ministérios é medido apenas pelo numero de compromissos na agenda. E, para algumas personalidades do meio gospel, eles são aprovados por Deus, quanto mais famosos eles forem.

Atualmente, na visão de Manoel Brito, os cristãos estão mais preocupados em ganhar cargos, do que conquistar o Céu. E, nomes em cartazes, valem mais do que ter o nome gravado no livro da vida. Um dos principais problemas, para ele é que estar na Mídia está sendo mais importante, do que o trabalho de evangelização.

Há também, a dificuldade da maioria dos fiéis em lidar com as novas tecnologias. O vicio em celular, fazem com que a vida passe a ser compartilhada de maneira desenfreada, nas redes sociais. E, muitos substituem os momentos de oração e reflexão, por uma vida virtual de ostentação.

Ele ainda, na mesma publicação, afirma ter saudades da maneira como os cultos eram realizados no passado. Em que as pessoas, passavam a buscar a consagração através da leitura do Evangelho, todas as manhãs. E, o objetivo principal era renovar o batismo com o Espírito Santo, nas celebrações.

O pastor Manoel Brito, está pedindo para que os evangélicos recuperem os valores mais antigos da religião. A doutrina está sendo modificada através dos anos na sociedade. O Facebook e outras redes sociais refletem essas mudanças. 

Etiquetas
Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo
Fechar